Saúde e bem-estar

A capacidade mental de cada atleta é que vai poder lhe proporcionar a realização de suas metas de modo efetivo. À medida que se concretiza o trabalho para aumentar esta capacidade mental, consequentemente, são reforçados fatores psicológicos que exercem influência significativa em importantes características pessoais, como autoestima e valores morais.

Em estudo realizado com especialistas em Psicologia do Esporte (GOULD, TAMMEN, MURPHY & MAY *, 1989, citado por GOULD & DAMARJIAN, 2000), sobre os tópicos mais utilizados por eles em consultórios, relacionados ao desempenho e os não relacionados ao desempenho, tanto em consultas individuais como em grupo, ficou com o tópico autoestima a maior nota, referindo-se aos não relacionados ao desempenho. Portanto, para eles a autoestima tem sua importância, porém não é relacionada diretamente ao desempenho.

 Juntamente com o lar e os meios ambientes próximos, o mundo do esporte competitivo pode ser uma importante incubadora para produzir atletas inseguros que desenvolvem uma necessidade em defender a autoestima deles, conforme STEVE BERGLAS*, Psicólogo da Escola Médica de Harvard. (citado por CLARKSON, 1999). Quando o indivíduo tem um foco específico de competição vindo de uma infância prematura, ele está incrivelmente dependente daquela competição, isto pode vir a ser tudo e o fim de tudo na autoestima de um homem.

 A autoestima, assim como os outros aspectos psicológicos terá sua particularidade em cada desportista. É possível observar que a pressão existente no ambiente esportivo vai ter como reflexo em cada participante uma variação de autoestima positiva e negativa ou até mesmo sua ausência. Mesmo que o atleta apresente autoestima negativa, se ela tiver utilidade para sua produtividade ele a manterá. Da mesma forma, essa pressão poderá servir como um estímulo para o reforço de uma autoestima positiva.

Numa situação competitiva a exposição de um atleta é evidente, e se ele apresenta uma baixa autoestima estará muito vulnerável ao julgamento dos outros, incluindo-se entre eles torcida, técnico, companheiros de equipe e imprensa. Muitas vezes o atleta opta em função disto, não perder, ou seja, não se arrisca muito para não ser inadequado, ao invés de investir para vencer e ser o melhor, até mesmo porque não acredita em seu talento e capacidade.

Teóricos consideram que geralmente a autoestima é influenciada e formulada por “feedback” vindo do meio ambiente, e o aumento da autoestima é normalmente considerado como um processo que requer assimilação de “feedback” positivo, sucesso ou senso de competência elevado. 

Atletas do CrossFit Viçosa:

@pedropbmartins

@jeff.olliver

@tulioar

 

ATENÇÃO BENEFICIÁRIOS! 
O atendimento pediátrico já está sendo realizado no consultório da nossa NOVA SEDE!

O agendamento está disponível para todas as quartas (08 às 12h) e quintas-feiras (12 às 18h).
Ligue a agende uma consulta (31) 3891-1800
*Atendimento até 14 anos de idade.

ENDEREÇO: Travessa Dr. Felício Brandi, 22, Lj 01, Centro-Viçosa
(Ao lado do restaurante Charme Mineiro, próximo a Avenida Santa Rita)

A Feira de Saúde PLAMHUV, tem o objetivo de alertar sobre as principais doenças que podem atingir a população e afirmar a importância de manter a saúde em dia. 
Organizada pelo Plamhuv, com apoio da Fundação Cristiano Varella, sob o tema “Prevenir é cuidar”, o evento visa promover atendimento a população viçosense, com exames de prevenção e orientações de cuidados a saúde. 
Todos os exames fornecidos no evento serão gratuitos. Serão disponibilizados exames de PSA, preventivo, testes de glicemia, aferição de pressão, etc. 
OS EXAMES PREVENTIVOS DEVERÃO SER AGENDADOS NAS SEGUINTES DATAS:
Beneficiárias do Plamhuv, de 2 a 6 de outubro
Demais mulheres, 9 a 13 de outubro.

ATENÇÃO: Os exames de PSA serão colhidos de 9 às 10h no primeiro dia e de 07 às 10h no segundo dia.
Teremos também, stands de atendimento, palestras, espaço de recreação infantil e brindes para os participantes! ?
O evento acontecerá nos dias 25 e 26 de Outubro de 2017 e toda a população de Viçosa está convidada a participar! ?

Caminhar faz bem, é um exercício de baixo impacto e que melhora o humor, inclusive há registros de alívio da depressão. Além disso, estudos têm mostrado que nos países em que a caminhar é comum, os índices de obesidade são menores do que nos que as pessoas dependem de carros para se locomover. Ou seja, andar pode te deixar mais feliz e saudável.

Confira quais são as formas certas de caminhar e descubra se você realmente sabe fazer uma boa caminhada:

1 - Mantenha a coluna reta e a postura ereta quando estiver caminhando. Mantenha a cabeça levantada e o seu queixo levantado também.

2 - Use suas panturrilhas, tendões isquiotibiais e quadríceps para andar de forma eficiente. Quando estiver andando, visualize que está empurrando com o pé de trás, usando os tendões isquiotibiais e quadríceps e se impulsionando para frente sobre o calcanhar de seu outro pé.

3- Mantenha os ombros para trás, mas relaxados, abrindo o peito. Mesmo que a maioria dos músculos usados esteja nas pernas e parte central do corpo, preste atenção na postura da parte superior do seu corpo.

4- Movimente os braços enquanto estiver caminhando, deixe-os naturalmente relaxados ao seu lado.

5- Comece em um ritmo de aquecimento mais lento. Nos primeiros minutos de sua caminhada, mantenha um ritmo confortável enquanto seu corpo se aquece. Supondo que 100% represente o mais rápido que você consegue andar sem começar a correr, tente começar em um nível de 50 a 60% desse esforço máximo. Como regra geral, você deve ser capaz de falar normalmente e manter uma conversa sem perder o fôlego durante o aquecimento.

6- Aumente a velocidade de caminhada para moderada após o aquecimento. Quando você se sentir confortável, entre no ritmo de cerca de 70 a 80% de sua velocidade máxima. Na intensidade moderada, você deve, eventualmente, começar a respirar com dificuldade, mas não ofegar. Você ainda deve ser capaz de manter uma conversa, mas não necessariamente conseguir fazer isso com extrema facilidade.

Para melhorar sua saúde cardiovascular, faça aquecimento e mantenha esse ritmo por pelo menos 30 minutos cinco vezes por semana. Estudos têm demonstrado que quebrar essa sessão de 30 minutos em várias etapas ao longo do dia é igualmente eficaz, contanto que a pessoa passe essa quantidade de tempo caminhando no total.

7- Relaxe no final da caminhada. Depois de ter caminhado mais rápido durante 30 minutos (ou mais), diminua para voltar à velocidade de aquecimento. Passe de 5 a 15 minutos caminhando nesse ritmo mais lento. Uma sessão de relaxamento no final de uma caminhada de alta intensidade permite o retorno gradual, e não abrupto, a sua frequência cardíaca de repouso. Além disso, a sensação é ótima.

8 - Use tênis confortáveis e roupas adequadas para a caminhada. Se você for começar um programa de exercícios de caminhada diária, considere compre um par de tênis confortável próprio para isso, se você ainda não tiver. Eles podem fazer maravilhas pelo seu desempenho, melhorando sua passada e permitindo que você ande por mais tempo confortavelmente. Escolha um modelo que proporcione boa estabilidade para ajudar a manter seus pés em linha reta e que tenha amortecimento para proteger o calcanhar quando você pisa e suporte para o tornozelo para evitar lesões. Quanto as roupas, geralmente uma camiseta de algodão simples pode ajudar a manter o conforto absorvendo o suor. As calças não podem atrapalhar suas passadas também. 

9- Escolha um percurso com o nível de dificuldade que você deseja. Onde você caminha pode ter tanto efeito sobre os benefícios gerados pelo exercício quanto a sua velocidade. No início pode ser interessante escolher um terreno mais plano, mas quando sua confiança aumentar você pode se desafiar e escolher trilhas mais difíceis ou mais longas.

10- Comece a caminhar como uma forma de lazer. Como mencionado acima, é inteligente caminhar para chegar onde precisa, mas você não precisa de um motivo para andar, apenas faça isso quando sentir vontade.

E ai? Bora caminhar agora?

PLAMHUV - Saúde é o mais importante
(31) 3891-1800 - www.plamhuv.com.br

O QUE É O CROSSFIT?

O CrossFit é um conjunto de programas de treinamento físico que se baseia em diversos movimentos funcionais, todos eles realizados em alta intensidade e variados. Esses movimentos, normalmente, estão ligados a três tipos de modalidades: levantamento de peso olímpico, ginástica olímpica e condicionamento metabólico, ou também cardio.

CROSSFIT É PERIGOSO?

Crossfit é perigoso. Mas só se você estiver indisposto a aprender. Crossfit é tão perigoso quanto qualquer outro esporte onde você não está devidamente treinado. Eu entendo que a complexidade dos levantamentos de Crossfit não se pode comparar com o arremesso de um lance livre, mas em última análise, cabe ao atleta aperfeiçoar seus movimentos antes de subir de peso.

COMO É O TREINO?

Normalmente, os treinos de Crossfit são realizados em ambientes abertos. Cada sessão dura, em média, 60 minutos e deve ser acompanhada por um instrutor capacitado. 

A TERMINOLOGIA CROSSFIT É MUITO COMPLICADA?

Os treinadores vão repetir a terminologia e demonstrar os movimentos tantas vezes quanto necessários, fixando em sua cabeça todos os nomes. Portanto, não surte e vá para sua aula básica sem conhecimento do Crossfit, pois o objetivo destas primeiras aulas é justamente te explicar um pouco mais do funcionamento do Crossfit.

CROSSFIT E A DIETA PALEO SEMPRE CAMINHAM JUNTOS?

PALEO é popular na comunidade Crossfit, e se você está procurando uma dieta para acomodar o seu plano de musculação, dê uma chance. Mas você não está obrigado a começar uma dieta PALEO porque você começou o Crossfit. Se a sua dieta está funcionando para você, mantenha-a do jeito que está.

VOCÊ TEM QUE CONTINUAR ADICIONANDO PESO NO CROSSFIT?

Crossfit vai fazer você mais forte, mas você não tem que adicionar peso se você não quer. Se você está tentando manter certo corpo e ainda está recebendo um bom treino, não há motivo para assustar-se que você tem que ir mais pesado. Vou acrescentar que você provavelmente vai querer ir mais pesado, porém, porque você vai notar que a sua força está melhorando.

CROSSFIT É UM ESPORTE?

O Crossfit é considerado o esporte do fitness – o método tenta promover a camaradagem natural, competição saudável e a diversão do esporte, ao manter tempos, marcações e definir regras e padrões de desempenho.

 -

O Plamhuv está patrocinando os atletas do Box CrossFit Viçosa!

Acesse nossas redes sociais e conheça o melhor do CrossFit! 

Instagram:

@fundacaoplamhuv

@crossfitvicosa

Atletas: Kamilla, Pedro, Túlio, Motta, Jeferson

A escolha do parto pode afetar a saúde do bebê? Durante a formação do feto, os pulmões se desenvolvem em um ambiente cheio de líquidos e, até o nascimento, esse órgão não tem um funcionamento efetivo. Com o parto normal e a passagem do bebê pela pelve, que é estreita e apertada, ocorre a retirada do excesso de líquido dentro dos pulmões. Isso acontece por conta da compressão torácica e o bebê se recupera melhor, tendo menos riscos de desenvolver problemas respiratórios. Ainda assim, é importante lembrar que a escolha do parto não afeta no desenvolvimento neurológico da criança.

Como é feita a cesariana? A cesariana é um procedimento cirúrgico em que é preciso fazer uma anestesia, que pode ser a raquiana ou peridural. As duas são aplicadas nas vértebras das costas. De acordo com o ginecologista e obstetra Alberto Jorge Guimarães, como a peridural demora um pouco mais para fazer efeito e as mulheres sentem a movimentação durante a cirurgia, é mais comum o uso da raquiana. Depois disso, é feita uma sondagem, antissepsia (limpeza especial) e uma incisão por sete camadas até chegar ao bebê.

Como é feito o parto normal? O normal envolve um trabalho de parto, com contrações sentidas na hora certa. A partir disso, o médico avalia a dilatação do colo do útero, que deve chegar a 10 cm. Se o espaço for insuficiente para o bebê passar, é feito um corte cirúrgico na região perineal. Quando o colo estiver completamente dilatado e as contrações estiverem fortes, as paredes do útero farão uma pressão e, com a ajuda da mãe, impulsionarão a criança para fora.

Quanto tempo dura cada processo? No geral, a cesariana é realizada em uma hora. Já o parto normal tende a variar e pode durar até 15 horas quando feito pela primeira vez. Como é um organismo que nunca dilatou, o processo costuma ser mais lento. Normalmente, as mães de primeira viagem dilatam um centímetro por hora.

Para evitar dores, o parto normal pode ser feito com anestesia? Sim. A ideia de que a mãe precisa sofrer todas as dores do parto não é real. "Algumas mulheres fogem do parto normal por medo da dor, mas é possível dar uma anestesia e fazer com que ela continue participando do trabalho de parto", explica Guimarães. De acordo com o obstetra, se a mãe estiver sentindo dores, o médico pode aplicar a anestesia combinada, que mistura raquiana e peridural em dosagem menor, aliviando o desconforto.

Por que o parto normal é o mais indicado pelos médicos? Há uma série de motivos pelos quais o parto normal é o mais indicado por especialistas quando a gravidez não apresenta complicações. Além de evitar problemas respiratórios para o bebê, esse procedimento também traz benefícios para as mães. A quantidade de sangramento num parto normal é muito menor que a cesariana - o que diminui as chances de infecção -, e recuperação é mais rápida, o que deixa a mulher mais independente para levantar e cuidar do bebê. Também é importante lembrar que o parto normal acontece na hora certa e todo o processo tem um efeito muito interessante que mexe com o psicológico e emocional da mãe, tornando-a mais preparada para a nova fase.

É possível se preparar e estimular o parto normal durante a gravidez? Sim. As mulheres que não abrem mão do parto normal podem ajudar a saída do bebê durante o pré-natal e o parto. Para isso, há vários exercícios que proporcional um autoconhecimento da pelve, feitos com bolas de pilates ou trabalhando o pompoarismo, uma técnica oriental que consiste na contração e relaxamento dos músculos vaginais.

Quais são as reais indicações para a realização da cesariana? Apesar de os médicos estimularem o parto normal, alguns casos exigem a realização da cesariana para que os nove meses de gravidez acabem com sucesso. Por isso que não dá para ser completamente a favor de um ou de outro. É preciso que seja feita uma avaliação médica antes de indicar a cesariana, mas existem alguns casos comuns como quando bebê está sentado, descolamento de placenta ou gestações em que a criança é muito maior que a pelve da mãe.

Qual a diferença na recuperação entre parto normal e cesariana? Se o bebê nascer por parto normal, a mãe pode levantar em seguida, não há dores durante a recuperação e os pontos serão expelidos naturalmente. A cesariana, no entanto, é um procedimento cirúrgico. Com isso a mulher levanta entre 6 e 12 horas depois, os pontos devem ser retirados entre 10 e 15 dias após o parto e há dores e distensão abdominal no pós-operatório.

É verdade que a cada parto normal o trabalho de parto é mais fácil? Sim. Como no primeiro parto normal o organismo da mãe nunca foi dilatado, o processo costuma demorar mais. Por isso, os partos seguintes costumam ser mais fáceis. No caso da cesariana, o ideal é ter o intervalo de no mínimo dois anos até a realização de outra cirurgia.

A cãibra nada mais é do que uma contração muscular súbita, involuntária e dolorosa, de caráter transitório. O episódio pode durar menos de um minuto ou uma hora, não há média de tempo. Mas, por mais dolorosa que seja esta contração espasmódica e involuntária de um ou mais músculos, a cãibra não é uma doença. É um sintoma que se manifesta com maior frequência em pessoas que estão praticando atividade física intensa ou nas mais sedentárias.

A causa mais comum é uma deficiência local. Com a cãibra, o músculo, cujo trabalho depende de energia - que vem dos alimentos junto com o oxigênio, através da circulação sanguínea -, mostra que está recebendo pouca energia para atender à demanda daquela prática esportiva ou profissional, com movimentos repetitivos ou que está sendo pouco exercitado. Outro fator que pode provocar cãibras é a postura corporal e a condição de força e elasticidade dos músculos. 
A prevenção das crises de cãibra é multifatorial: depende da nutrição, do treinamento físico e da avaliação clínica que só o médico (fisiatra, ortopedista ou médico de esportes) pode fazer após observar a postura, o tipo de atividade que a pessoa está ou não desenvolvendo e se seus músculos têm a elasticidade adequada.

ATENÇÃO! Mesmo quem tem condicionamento físico excelente pode ter cãibra se submetido a um esforço demasiado.

Quem perde muito líquido ou não se alimenta adequadamente antes de um exercício exaustivo pode precisar de uma reposição de emergência, como ocorre em competições esportivas. Além de exercícios, um bom treinamento deve incluir um preparo nutricional. Qualquer pessoa pode melhorar seu condicionamento, prevenindo-se contra episódios de cãibra - se está assintomática (não tem esse tipo de queixa nem de dores musculares etc.), o médico a encaminha para um educador físico; e se tem uma queixa física, é encaminhada para um fisioterapeuta.

 PLAMHUV - Saúde é o mais importante
(31) 3891-1800 - www.plamhuv.com.br

Basta que a temperatura comece a diminuir para que nossa pele sinta os primeiros efeitos do inverno. Além dos lábios rachados por conta do frio, é comum que a cútis também fique mais ressecada e, em muitos casos, até descamada.

Em ambientes úmidos e quentes, a pele em geral é mais lubrificada. Já em lugares secos ou frios, ela perde água em troca com o ambiente, ficando assim desidratada – afirmam os dermatologistas.

Até hábitos da rotina, como aquele banho quentinho no final do dia, podem contribuir para a sensação de pele seca. Por isso, a primeira dica é:

Nada de banho muito quente

O recomendado é manter a temperatura morna e tomar banhos rápidos. Se você passa por uma chuveirada mais de uma vez ao dia, a dica é usar sabonete somente em áreas íntimas (como axilas e virilha) em um dos banhos.

Não esqueça o hidratante

Nos dias frios, investir em um bom hidratante é ainda mais importante. Para vencer a preguiça, a sugestão é apostar nos chamados hidroshowers, produtos criados para usar ainda dentro do box. Como a pele ainda está molhada na hora da aplicação, a penetração dos ativos é ainda maior. Também vale optar por versões pensadas exclusivamente para o inverno, com base manteiga ou creme. Na hora de escolher, procure por hidratantes que contenham na fórmula ativos como a ureia, o lactato de amônia, ceramidas e ácido glicólico.

Beba bastante água

É normal acabar esquecendo porque, na maioria dos casos, sentimos menos sede no inverno. Mas não quer dizer que você pode abandonar a garrafinha de água, viu? Além de ser fundamental para a saúde, consumir pelo menos 1,5 litro de água por dia ainda ajuda a hidratar a pele e evitar os problemas causados pela baixa temperatura.

Esfoliação segue na rotina

Não é porque a pele está mais seca que você precisa deixar a esfoliação de lado – e esta dica vale principalmente para quem tem cútis oleosa.

Quanto menos ar-condicionado, melhor.

Como o aparelho costumar ressecar a pele, procure usá-lo somente quando necessário. Para ajudar a umidificar o ar, a dica é apostar em um vaporizador ou numa bacia com água.

Água termal

Já testou o poder hidratante da água termal? A dica é dar uma pequena borrifada no rosto logo após o banho, deixar secar e aplicar o hidratante. Ela ajuda a hidratar e prepara a pele para receber um creme mais pesado.

Filtro solar sempre

Não é porque o dia está frio e sem sol que você pode deixar de lado o filtro solar. Uma opção prática são as bases que têm protetor na fórmula e facilitam a rotina de beleza pela manhã.

Os sintomas de um acidente vascular cerebral (AVC), também conhecido como derrame ou AVE, podem surgir de uma hora para outra, e dependendo da parte do cérebro que é afetada manifestam-se de forma diferente.

Porém, existem alguns sintomas que podem ajudar a identificar este problema rapidamente, como:

  • Dor de cabeça intensa que surge de repente;
  • Diminuição da força de um dos lados do corpo, que é visível no braço ou na perna;
  • Perda da sensibilidade de uma parte do corpo, não identificando o frio ou calor, por exemplo;
  • Dificuldade em permanecer de pé ou ficar sentado, pois o corpo cai para um dos lados, não conseguindo andar ou ficar arrastando uma das pernas;
  • Alterações da visão, como perda parcial da visão ou visão embaçada;
  • Rosto assimétrico, com boca torta e sobrancelha caída;
  • Dificuldade para levantar o braço ou segurar objetos, pois o braço fica caído;
  • Fala embolada, lenta ou com um tom de voz muito baixo e muitas vezes imperceptível;
  • Movimentos incomuns e descontrolados, como tremores;
  • Sonolência ou mesmo perda de consciência;
  • Perda de memória e confusão mental, não sendo capaz de realizar ordens simples, como abrir os olhos e, podendo ficar agressivo e não saber referir a data ou o seu nome, por exemplo;
  • Náuseas e vômitos.

Apesar disso, o AVC também pode acontecer sem gerar qualquer sintoma visível, sendo descoberto em exames que são realizados por um outro motivo qualquer. As pessoas que possuem maiores chances de ter um AVC são aquelas que tem pressão alta, excesso de peso ou diabetes e, por isso, devem fazer consultas regulares no médico para evitar esse tipo de complicações.

PLAMHUV - Saúde é o mais importante
(31) 3891-1800 - www.plamhuv.com.br

Para curtir o carnaval com saúde é preciso estar atento à alimentação, ter cuidados com a pele e se proteger das doenças sexualmente transmissíveis.

O excesso de álcool e de sol e as noites mal dormidas podem trazer consequências graves para a saúde, como insolação, inflamação do fígado, desidratação, vômitos frequentes e desmaios. Assim, para evitar esses problemas e aproveitar ao máximo os dias de festa, veja a seguir 10 dicas para aproveitar o carnaval com saúde:

1. Usar preservativo em todas as relações

Usar preservativo em todas as relações íntimas é a melhor forma de prevenir uma gravidez indesejada e evitar doenças sexualmente transmissíveis, como sífilis, herpes genital e AIDS.

2. Evitar beijar na boca de pessoas desconhecidas

O beijo pode transmitir doenças como herpes labial, candidíase, mononucleose, cárie e gengivite, que uma inflamação nas gengivas que causa dor e sangramento.

É importante lembrar que as chances de pegar doenças através beijo são ainda maiores quando existem feridas na boca, pois a entrada de vírus e bactérias fica mais fácil através da ferida, sendo possível transmitir até o vírus da AIDS.

3. Beber bastante água

Beber bastante água vai ajudar o corpo a se manter hidratado, evitando ressecamento e queimaduras na pele, insolação, mal estar, tonturas e ressaca, pois a água ajuda a eliminar o álcool do organismo.

Além da água, também deve-se ingerir líquidos nutritivos e que reponham vitaminas e minerais no corpo, como sucos naturais, vitaminas, água de côco e bebidas isotônicas.

4. Evitar ficar exposto diretamente ao sol

O excesso de sol causa desidratação, queimaduras na pele e piora os sintomas da ressaca. Assim, deve-se evitar ficar exposto ao sol, principalmente entre 10h e 16h, e sempre usar óculos escuros, chapéus e protetor solar, que deve ser reaplicado a cada 2 horas.

5. Usar protetor solar próprio para os lábios e para os cabelos

Excesso de sol e de álcool causa desidratação, que também provoca ressecamento dos lábios e dos cabelos, sendo, por isso, importante usar protetor solar labial e cremes protetores térmicos para os cabelos, que também devem ser reaplicados ao longo do dia a cada 2 ou 3 horas.

6. Comer de 3 em 3 horas

Comer a cada 3 horas ajuda a manter a energia do corpo e repõe vitaminas e minerais que são gastos para eliminar o álcool do organismo.

Fazer pequenos lanches com frutas frescas, vitaminas, sanduíches ou bolachas ajuda a manter o corpo bem nutrido e preparado para aproveitar os dias de festa.

7. Usar roupas leves e sapatos confortáveis

Deve-se usar roupas leves e sapatos confortáveis para evitar o excesso de calor e a formação de calos e bolhas nos pés. Como normalmente fica-se muito tempo de pé durante o carnaval, o ideal é usar um tênis confortável com meia, e massagear os dedos e os pés no fim da noite ou no início da manhã.

8. Não exagerar nos comprimidos e bebidas energéticas

Os comprimidos e bebidas energéticas são ricos em cafeína, substância que pode causar insônia e atrapalhar o descanso do corpo para enfrentar um novo dia de festa.

Além disso, tomar cafeína juntamente com bebidas alcoólicas pode causar arritmias e palpitações cardíacas, e piorar os sintomas de queimação no estômago e gastrite.

9. Estar com as vacinas em dia

Manter as vacinas em dia é importante porque durante o carnaval, é comum acontecerem acidentes com garrafas de vidro ou objetos de metal quebrados na rua, que são fontes da bactéria do tétano. Além disso, a presença de turistas e aglomerações de pessoas facilitam a transmissão de doenças como viroses e sarampo, que podem ser evitar com a vacinação.

10. Dormir bem

Apesar de dormir não ser uma prioridade no carnaval, deve-se tentar descansar pelo menos 7h ou 8h por dia, para repor as energias e evitar o cansaço e a irritação.

Agora que você já conferiu todas essas dicas pode aproveitar todos os dias de festas com a saúde em dia!!

PLAMHUV - Saúde é o mais importante
(31) 3891-1800 - www.plamhuv.com.br

 

Página 1 de 2