Notícias

Basta que a temperatura comece a diminuir para que nossa pele sinta os primeiros efeitos do inverno. Além dos lábios rachados por conta do frio, é comum que a cútis também fique mais ressecada e, em muitos casos, até descamada.

Em ambientes úmidos e quentes, a pele em geral é mais lubrificada. Já em lugares secos ou frios, ela perde água em troca com o ambiente, ficando assim desidratada – afirmam os dermatologistas.

Até hábitos da rotina, como aquele banho quentinho no final do dia, podem contribuir para a sensação de pele seca. Por isso, a primeira dica é:

Nada de banho muito quente

O recomendado é manter a temperatura morna e tomar banhos rápidos. Se você passa por uma chuveirada mais de uma vez ao dia, a dica é usar sabonete somente em áreas íntimas (como axilas e virilha) em um dos banhos.

Não esqueça o hidratante

Nos dias frios, investir em um bom hidratante é ainda mais importante. Para vencer a preguiça, a sugestão é apostar nos chamados hidroshowers, produtos criados para usar ainda dentro do box. Como a pele ainda está molhada na hora da aplicação, a penetração dos ativos é ainda maior. Também vale optar por versões pensadas exclusivamente para o inverno, com base manteiga ou creme. Na hora de escolher, procure por hidratantes que contenham na fórmula ativos como a ureia, o lactato de amônia, ceramidas e ácido glicólico.

Beba bastante água

É normal acabar esquecendo porque, na maioria dos casos, sentimos menos sede no inverno. Mas não quer dizer que você pode abandonar a garrafinha de água, viu? Além de ser fundamental para a saúde, consumir pelo menos 1,5 litro de água por dia ainda ajuda a hidratar a pele e evitar os problemas causados pela baixa temperatura.

Esfoliação segue na rotina

Não é porque a pele está mais seca que você precisa deixar a esfoliação de lado – e esta dica vale principalmente para quem tem cútis oleosa.

Quanto menos ar-condicionado, melhor.

Como o aparelho costumar ressecar a pele, procure usá-lo somente quando necessário. Para ajudar a umidificar o ar, a dica é apostar em um vaporizador ou numa bacia com água.

Água termal

Já testou o poder hidratante da água termal? A dica é dar uma pequena borrifada no rosto logo após o banho, deixar secar e aplicar o hidratante. Ela ajuda a hidratar e prepara a pele para receber um creme mais pesado.

Filtro solar sempre

Não é porque o dia está frio e sem sol que você pode deixar de lado o filtro solar. Uma opção prática são as bases que têm protetor na fórmula e facilitam a rotina de beleza pela manhã.

O frio chega e a vontade de fazer exercícios some. A disposição dificilmente vence a briga com o termômetro quando as temperaturas caem. O resultado é uma correria danada nos próximos meses para compensar o tempo de preguiça. E o que você nem desconfiava: você está desperdiçando o melhor período do ano para ganhar saúde e dar um gás no emagrecimento.

"O treino no inverno traz mais resultados para o emagrecimento que no verão, caso o seu corpo já esteja acostumado aos exercícios", afirma o educador físico Daniel Gusmão, da academia K2, de São Paulo.

Confira quais são os motivos que precisam ser lembrados na hora de abandonar o edredom e calçar o tênis.

Queima os excessos da alimentação

Apesar de o frio já ter chegado de forma intensa, o inverno começou oficialmente às 19h34 desta segunda-feira (20).

Nesta estação, a tendência é de maior concentração de pessoas em ambientes fechados, o que favorece a circulação de vírus respiratórios, provocando alergias, resfriados, asma e gripe.

Para se prevenir e manter-se saudável, confira dicas e cuidados:

Dicas para manter a saúde no frio:

  • Fique atento às variações de temperatura. Em casa, no trabalho e em outros locais fechados, costuma-se sentir calor. Porém, ao sair destes ambientes, a brusca queda de temperatura pode facilitar a ocorrência de doenças. Agasalhe-se antes de sair; 
  • Ingerir líquidos quentes ao longo do dia, como chás, café e chocolate quente, ajuda a manter o corpo aquecido, mas deve-se evitar o exagero no consumo desses produtos;
  • Mantenha a higiene doméstica, evitando o acúmulo de poeira, que desencadeia diversos problemas alérgicos;
  • Evite banhos com água muito quente, que provocam ressecamento da pele; 
  • Evite exposição prolongada em ambientes com ar condicionado, quente ou frio;
  • As pessoas com alergia devem ficar atentas a cobertores que soltam pelos. Substituí-los por mantas de tecido sintético ou algodão pode auxiliar na prevenção de rinites e outros quadros alérgicos;
  • As alergias também podem ser reduzidas lavando e secando ao sol, antes de usar, mantas, cobertores e blusas de lã, guardadas por muito tempo em armários. Pacientes com antecedentes como bronquite e rinite costumam ter crises nesta época. É importante procurar um médico e seguir suas recomendações;
  • Atenção ao sol. Mesmo com o frio é importante manter o cuidado com o sol, utilizando protetores, especialmente quando o céu estiver “limpo”;
  • Tome muito cuidado com o acesso de crianças pequenas à cozinha. Evite que brinquem neste ambiente, atraídas pelo calor. Líquidos e panelas quentes causam graves acidentes. Em caso de queimadura a orientação é buscar atendimento médico imediatamente.
  • Evite deixar locais totalmente fechados, a circulação do ar evita a transmissão de vírus e bactérias.

Fonte: Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo

-
PLAMHUV - Saúde é o mais importante.
(31) 3891-1800 - www.plamhuv.com.br

Mais lidas

Filtro por data

« Janeiro 2018 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31