Notícias
Itens filtrados por data: Abril 2017

Boa parte das pessoas reclamam que seus cães são hiperativos, destrutivos, ansiosos, latem demais ou têm comportamento compulsivo. Se você, como eles, não sabe o que fazer, esteja certo que a solução pode ser muito mais simples do que se imagina.

Mas existem três grandes causadores de mau comportamento em cães saudáveis: MEDO, FRUSTRAÇÃO e CONFLITO. Nos casos acima, quase sempre o componente mais forte é a FRUSTRAÇÃO, resultante do acúmulo de energia. 
A rotina de uma matilha de cães em seu habitat natural é: acordar ao nascer do sol, migrar atrás de comida e água, voltar ao pôr do sol, comer, brincar e dormir. Na natureza, cães caminham de 8h a 12h por dia, seguindo o seu líder.
Muitos imaginam que, por possuírem grandes quintais, faz-se desnecessário caminhar com o seu cão. Isto é um grave erro. Casas, sítios e até fazendas, possuem uma delimitação física. O cão não exercita a exploração além de seu território e, sem uma motivação externa, como caça, água ou ampliação dos seus domínios, não se exercita sozinho da maneira correta. Para ele, um quintal enorme é apenas um grande canil.
Outro equivoco é acreditar que brincadeiras exaustivas levarão o cão a um estado de relaxamento. Com uma energia agitada, ao invés da energia calma de um bom passeio, certamente o cão ficará cansado, porém eufórico. Você deve brincar diariamente com seu cão, mas não para substituir o passeio.
 
Agora que ficou claro a importância do passeio diário para o equilíbrio psicológico do seu cão, é necessário dizer que existem dois tipos de passeio: o passeio ruim, que gera tensão e dominância e o passeio bom, que proporciona relaxamento e submissão. Este segundo fará de seu cão um seguidor equilibrado, e de você, um líder de matilha.
Se o seu cão lhe puxa pela rua, pára quando bem entende para cheirar e marcar território, late e avança em cães e/ou pessoas, ou apresenta apenas um desses sintomas, isso é um mau passeio. Lembre-se: cão cansado NÃO é cão relaxado! Para um bom passeio, é necessário que ele ande ao seu lado ou atrás de você, sem puxar a guia e mantendo-se focado em segui-lo durante o percurso.
 Dicas para um bom passeio

a) Normalmente o cão se agita ao ver a coleira. Não saia de casa enquanto ele não se acalmar, no começo pode demorar, mas aos poucos ele perceberá que só sairá se estiver relaxado. Cães que saem tensos levam essa tensão para a rua.
b) Jamais permita que seu cão saia de casa na sua frente, pois, nesse caso, é ele quem conduzirá o passeio. O mesmo vale para o retorno: quem entra na frente é o líder da casa.
c) Procure não utilizar coleiras peitorais, elas dão total controle do passeio ao cão. Use coleiras de pescoço, pois facilita ao dono guiá-lo.
d) Sempre que o seu cão passar a sua frente, mude para a direção oposta. Isso mostrará a ele que a única maneira de passear é o seu dono, o que fará de você o líder no passeio.
 
No mais, relaxe e aproveite o passeio, mas não se esqueça que para se atingir a liderança da matilha é preciso: Paciência, Persistência e Postura.

PLAMHUV - Saúde é o mais importante
(31) 3891-1800 - www.plamhuv.com.br

 

Publicado em Saúde e bem-estar

O cansaço excessivo pode estar relacionado a várias causas, tanto físicas como psíquicas. Por exemplo, cansaço extremo e dores no corpo podem ser causados pela falta de sono ou problemas do coração, enquanto cansaço excessivo e falta de apetite podem ser provocados por um caso de depressão. Já cansaço extremo e falta de ar são, normalmente, sintomas de infecção respiratória, como pneumonia.

O cansaço excessivo pode ser causado por:

  • Trabalho físico em excesso;
  • Má alimentação,
  • Falta de vitaminas;
  • Estresse, Depressão, Transtorno de ansiedade;
  • Anemia, Insuficiência cardíaca, Infecções;

O mais importante para evitar o cansaço é ter um dieta rica em frutas, legumes e verduras, beber aproximadamente 2 litros de água por dia, fazer exercício físico pelo menos 3 vezes por semana e descansar cerca de 8 horas por noite. No entanto, algumas causas de cansaço excessivo, como problemas cardíacos, podem necessitar de remédios para complementar o tratamento.

Geralmente, as pessoas sedentárias são as que mais apresentam queixa de cansaço, pois o mais importante é fazer uma alimentação correta e exercício físico regular.

 Sintomas de cansaço excessivo

Os sintomas que podem acompanhar o cansaço excessivo incluem:

  • Fraqueza muscular;
  • Sonolência durante o dia;
  • Falta de ar;
  • Intolerância ao exercício;
  • Falta de motivação.

 Os indivíduos com estes sintomas devem consultar um médico de clínica geral para realizar um exame físico e outros exames, como exame de sangue e avaliação psicológica, para diagnosticar o problema e iniciar o tratamento adequado.

 Cansaço excessivo na gravidez

O cansaço excessivo na gravidez é um sintoma muito comum, principalmente no primeiro trimestre da gestação, pois o corpo nesta fase passa por muitas alterações a nível físico e hormonal, provocando maior gasto de energia e diminuindo os níveis de açúcar. Assim, para evitar o cansaço excessivo, a grávida deve alimentar-se bem, beber bastantes líquidos e descansar durante o dia. Quando a gestante sente cansaço excessivo frequente, mesmo após o primeiro trimestre de gravidez, deve informar o seu ginecologista para diagnosticar o problema e iniciar tratamento, se for necessário.

PLAMHUV - Saúde é o mais importante
(31) 3891-1800 - www.plamhuv.com.br

Publicado em Saúde e bem-estar
Segunda, 24 Abril 2017 14:43

DIGA NÃO AO TABACO E A SEUS DERIVADOS!

É comum os fumantes largarem o cigarro industrializado e partirem para outras formas de consumo do tabaco, como charutos, cachimbos, narguilés e cigarrilhas, que também são perigosas. "As pessoas tem uma ideia de que apenas cigarro industrializado é que faz mal, porém todas as formas de fumo são derivadas do tabaco e nenhuma delas é segura ou isenta de dano", afirma a psicóloga Sabrina Presman, conselheira da Associação de Estudos sobre Álcool e Drogas.
As doenças relacionadas ao tabaco são diversas: aumento do ritmo cardíaco, infarto agudo do miocárdio, derrame cerebral, angina, elevação do colesterol ruim (LDL), menopausa precoce, gastrite, úlcera gástrica, enfisema pulmonar, bronquite crônica, doença obstrutiva arterial periférica, tromboangeíte obliterante, obstrução progressiva das artérias que pode culminar em amputação e câncer no fígado, rins, coração e pulmões, além dos sintomas agudos como irritações nasais, na garganta e nos olhos, tonturas e dor de cabeça.

Entenda como cada forma de consumo de tabaco é nociva à saúde e largue de vez todos os vícios!

Cigarro industrializado

De acordo com o pneumologista Elton Rosso, consultor da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, todo componente do cigarro é nocivo à saúde. Além disso, as concentrações de nicotina costumam ser menores do que as de outras formas de consumo do tabaco, sendo necessário fumar mais cigarros para abater o vício, ou seja, ter contato com ainda mais componentes tóxicos.
Cigarros ditos mentolados, que são aqueles com sabor, como menta e cravo, também devem ser evitados. Elton Rosso afirma que os aditivos presentes nesse cigarro não amenizam o efeito nocivo do tabaco, mais ainda não é possível medir as consequências do consumo desses aditivos. "Não sabemos como esses produtos são adicionados ao tabaco, já que é uma informação confidencial", afirma o pneumologista. "Por isso, é difícil dizer quais são as consequências da ingestão dessas substâncias."

Narguilé

Um estudo da Universidade de Brasília afirma que uma sessão de narguilé de 80 minutos equivale a nada menos do que fumar 100 cigarros. De acordo o pneumologista Elton, o fumo utilizado no narguilé contém as mesmas substâncias tóxicas do tabaco - nicotina, alcatrão, monóxido de carbono e metais pesados. "No entanto, ele possui uma concentração maior de nicotina, tornando o risco de dependência maior", diz.
Além disso, o usuário de narguilé pode tornar-se rapidamente fumante de cigarro, porque fica viciado facilmente na nicotina. "Ao contrário do que dizem, a água do narguilé não filtra a fumaça, somente a deixa mais fria, o que inclusive potencializa o aparecimento de doenças", declara o pneumologista. Enfraquecimento dos dentes e câncer na boca são os principais males decorrentes do narguilé, sendo que os riscos de desenvolver problemas de saúde são iguais aos do cigarro, ainda que a pessoa não fume com frequência.

Cachimbo

"A imagem do cachimbo está associada no inconsciente das pessoas como símbolo de elegância e gerador de inteligência, comportamento que pode levar ao vício", diz Elton Rosso. O cachimbo é feito com a mistura de dois tipos de tabaco, a Nicotiana tabacum e a Nicotiana rústica, e não é envolvido em papel ou qualquer outro aditivo, salvo os fumos para cachimbo que contêm sabor.

Fumantes de cachimbo podem achar que correm menos riscos porque não estão tragando a fumaça, mas o pneumologista Elton afirma que "há evidências científicas de que, mesmo sem a pessoa tragar, tanto o charuto quanto cachimbo podem ser tão nocivos quanto o cigarro". As chances de a pessoa ficar viciada em cachimbo não são muito diferentes das do cigarro e esse tipo também está associado ao aumento da mortalidade por câncer de pulmão, laringe, esôfago e outros graves problemas na cavidade oral. 

Charuto

Quem fuma charuto apresenta um aumento de 45% no risco de desenvolver doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) e 27% mais chances de sofrer de doenças cardíacas. "O charuto mantém as folhas do tabaco inteiras e não possui filtro, intensificando os danos", diz Elton Rosso.
A conselheira Sabrina Presman, da Associação de Estudos sobre Álcool e Drogas, explica que a folha usada no charuto é queimada ao sol, diferente dos cigarros industrializados, nos quais a folha é queimada em um forno a altas temperaturas. "Essa diferença altera o pH da folha, fazendo com ela seja absorvida pela mucosa da boca em vez de pelo pulmão", explica Sabrina. Por conta disso e pela falta de filtro, o risco de o fumante desenvolver câncer de boca aumenta em relação ao cigarro industrializado.

Cigarro de palha

Também conhecido por palheiro, pó ronca ou paiol, o cigarro de palha é artesanal é muito presente na cultura brasileira, sendo comum encontrá-lo em regiões rurais, onde as comunidades tradicionais ainda preservam o costume de montar o cigarro com o fumo de corda picado. Em áreas urbanas, o cigarro de palha é montado com o fumo industrializado à venda, que é equivalente ao fumo do cigarro.
A diferença desse tipo para o cigarro industrializado é que o fumo é envolto em palha em vez do papel e não possui qualquer tipo de filtro, sendo a forma mais nociva de inalação da fumaça." A palha não permite a passagem de ar de dentro para fora do cigarro e torna as tragadas mais intensas e concentradas", afirma Sabrina Presman. O consultor da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Elton Rosso complementa que um cigarro de palha equivale a fumar três cigarros industrializados, elevando portanto o risco de dependência e aparecimento de doenças como câncer de pulmão, rins e estômago, além de infarto agudo do miocárdio e enfisema pulmonar.

DIGA NÃO AO TABACO E A SEUS DERIVADOS!

 PLAMHUV - Saúde é o mais importante
(31) 3891-1800 - www.plamhuv.com.br

Publicado em Saúde e bem-estar
Quarta, 19 Abril 2017 13:18

PREVINA-SE CONTRA AS DST'S

As Doenças Sexualmente Transmissíveis, ou DSTs, são aquelas doenças transmitidas através de transfusões sanguíneas, quando o doador está contaminado; através da mãe para o feto, durante o parto ou durante a gravidez; pelo uso de agulhas de seringas contaminadas e principalmente, pelo contato sexual sem o uso de camisinha com uma pessoa infectada. 

Existem diversos agentes etiológicos (infecciosos) causadores de DSTs, entre fungos, vírus, bactérias, protozoários etc. O público jovem e as pessoas com menor acesso à informação são os que mais sofrem com essas doenças. Para se prevenir, deve-se sempre fazer o uso de camisinha em todos os tipos de relação sexual e tomar cuidado ao manusear objetos cortantes.

As doenças mais conhecidas são:

Gonorreia – Infecção causada por bactéria. Na mulher, tem aspecto clínico variado, desde formas quase sem sintomas até vários tipos de corrimento amarelados e com odor forte na vagina (vaginite) e uretra.

Sífilis – É uma infecção causada por bactéria. No homem e na mulher, 20 a 30 dias após o contato sexual, surge uma pequena ferida (úlcera) em um dos órgãos genitais (pênis, vagina, colo do útero, reto).

Hepatite: Grave doença viral que afeta o fígado.

Herpes genital – É causado por vírus. Em ambos os sexos surgem pequenas bolhas que se rompem e causam ardência ou queimação, e cicatrizam sozinhas. O contágio sexual só ocorre quando as bolhas estão no pênis, vagina ou boca.

Condiloma acuminado – É causado pelo HPV, uma virose que está relacionada ao câncer de colo do útero e ao câncer do pênis. Inicialmente, é caracterizado por uma pequena verruga nos órgãos genitais tanto do homem como da mulher. O tratamento deve ser realizado em conjunto pelo casal.

Candidíase – É a infecção causada por micose ou fungo chamada de Candida albicans, que produz corrimento semelhante a leite coalhado, que causa muita coceira e afeta 20 a 30% das mulheres jovens e adultas. No homem dá coceira no pênis, vermelhidão na glande e no prepúcio. Deve-se tratar o casal. Pode não ser uma doença adquirida por transmissão sexual.

Aids (Síndrome da imunodeficiência humana) – doença causada pelo vírus HIV, que acomete o sistema imunológico humano, comprometendo-o e deixando o organismo suscetível a outras doenças. É transmitida pelo sexo (vaginal, oral ou anal) sem camisinha, pelo compartilhamento de objetos perfurocortantes contaminados ou da mãe para o bebê na gravidez, parto ou amamentação.

Quando se fala em prevenção das doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), existem duas estratégias principais: a primária e a secundária. A primeira diz respeito à prevenção do contágio pelas DSTs, o que basicamente se faz pelo uso correto da camisinha masculina ou feminina em todo contato sexual. A segunda tática da prevenção se refere às pessoas já contaminadas, que precisam ser diagnosticadas e receber orientação correta, evitando a complicação da doença e a transmissão para seus parceiros. Esse cuidado é muito importante, pois uma vez diagnosticada uma enfermidade, ela precisa ser tratada, de modo a minimizar seus efeitos.

Os postos de saúde distribuem preservativos gratuitamente, e no mercado é possível encontrar uma variedade enorme de modelos, materiais, tamanhos, texturas, espessuras e até cheiros e cores. Usar camisinha é uma demonstração de cuidado com o próprio corpo, e também com o corpo do outro. Não coloque a sua saúde e a do seu parceiro em risco.

PLAMHUV - Saúde é o mais importante
(31) 3891-1800 - www.plamhuv.com.br

Publicado em Saúde e bem-estar

Manter-se saudável e ativo é uma das grandes alegrias da vida. Afinal, sentindo-se bem é possível fazer todas as coisas pelas quais você tem vontade, participar de atividades familiares e estar ao lado das pessoas que ama. Porém, para manter a saúde é preciso cuidar dela diariamente. Pequenos cuidados farão com que seu corpo e mente permaneça em equilíbrio por muito mais tempo.

CONFIRA quais são os 5 cuidados básicos para você cuidar da saúde todos os dias:

1 – Beba água

Os especialistas dizem isso a todo o momento. A água faz muito bem ao organismo, ela atua em todas as funções do corpo (circulação, digestão, excreção) e além de hidratá-lo permite também que a temperatura seja mantida.

Segundo os conselhos médicos é fundamental que adultos bebam pelo menos 2 litros da água por dia para garantir um bom funcionamento de seu organismo.

2 – Alimentação

Comer é fundamental para manter a energia e saúde do corpo, no entanto, a ingestão de bons alimentos faz toda a diferença. O consumo diário de legumes e verduras precisa ser incentivado desde a infância, eles atuam de forma importante para manter o bom funcionamento do organismo.

Os grãos, as carnes e as frutas também devem fazer parte das refeições. Eles fornecem nutrientes que o corpo precisa para funcionar corretamente.

Outro fator fundamental é a moderação. Consumir moderadamente todos os alimentos pode fazer a diferença entre ter uma vida saudável ou não.

3 – Exercícios físicos

Gostar de praticar exercícios físicos não é unanimidade, infelizmente. No entanto, é preciso incluí-lo nos hábitos diários de saúde. Já dizia o velho ditado: "É melhor prevenir do que remediar". Sendo assim, mesmo que você não goste muito de praticá-los, faça isso pensando em sua saúde e bem-estar ao longo dos próximos anos.

Procure auxílio de especialistas antes de sair praticando exercícios, desta forma você estará amparado por profissionais que lhe indicarão como começar e quais os exercícios que serão mais indicados para você. O importante é adquirir o hábito de praticar exercícios sempre.

4 – Descanso

Ter momentos de relaxamento e um bom período de sono também auxilia no bom andamento da saúde. Porém, com a vida corrida que muitas pessoas levam, esses momentos ficam cada vez mais escassos. Como são muito importantes e devem fazer parte dos hábitos saudáveis, planeje tempo para eles.

Para começar você pode ter uma hora para dormir. Estipule com base no seu tempo de sono. Procure respeitar esse horário para garantir boas horas de descanso.

Separe pelo menos algum momento na semana para momentos de lazer. Eles são importantes para manter sua mente longe do stress diário e lhe darão mais ânimo para enfrentar uma nova jornada. Passeie, encontre amigos, faça uma caminhada, vá ao cinema, enfim, faça algo que goste. Dê esse presente para você mesmo.

5 – Faça exames pelo menos uma vez por ano

Procure seu médico para exames de rotina pelo menos uma vez ao ano, desta forma você poderá também prevenir o aparecimento de algumas doenças. Defina um mês em sua agenda, e a cada ano, naquele mês definido, faça uma visita a seu especialista para um controle de sua saúde.

Cuide de sua saúde, ela é indispensável para uma vida feliz!

PLAMHUV - Saúde é o mais importante
(31) 3891-1800 - www.plamhuv.com.br

Publicado em Saúde e bem-estar
Segunda, 17 Abril 2017 12:40

A IMPORTÂNCIA DA PREVENÇÃO!

Durante muito tempo, a prática da medicina teve como objetivo principal a identificação e a cura das doenças. Pouco se falava sobre prevenção. Hoje a situação mudou completamente: a saúde é considerada um dos bens mais preciosos do ser humano e, portanto deve ser bem conservada. Ter uma boa saúde é fundamental para o bom funcionamento da mente e do corpo. Medidas simples como a adoção de hábitos de vida saudáveis como:

  • Praticar atividade física regularmente
  • Ter uma alimentação balanceada
  • Não consumir bebidas alcoólicas em excesso
  • Não fazer uso do tabaco

Além de ir ao médico periodicamente para a realização de exames preventivos, podem literalmente salvar vidas!

Mas, infelizmente, ações eficazes em medicina preventiva ainda não fazem parte da nossa realidade. Basta olharmos as estatísticas: o câncer de mama e o câncer de colo de útero, que matam milhões de mulheres a cada ano, são doenças que podem chegar a até 100% de cura quando descobertas e tratadas precocemente. As doenças do coração, responsáveis pela morte de milhões de brasileiros e em idade cada vez mais jovem, também podem ser evitadas. Isto sem falar em doenças sexualmente transmissíveis como a AIDS (causada pelo vírus HIV) que afeta um número cada vez maior de mulheres e jovens.

Podemos prevenir o aparecimento de qualquer doença? Infelizmente não. A medicina ainda não evoluiu a este ponto. Mas para um bom número delas já existem diversos exames que podem e devem ser feitos. Na área da Saúde Reprodutiva, o exame preventivo do câncer de colo de útero (ou Papanicolau) é o meio mais fácil e mais simples de evitar o aparecimento deste grande vilão. Toda a mulher que iniciou a vida sexual deve fazer este exame pelo menos 1 vez ao ano, independentemente da idade, número de parceiros ou da frequência de relações sexuais.

O exame clínico das mamas e a mamografia são as formas mais eficazes de detecção precoce do câncer de mama. É isso mesmo! Diferentemente do câncer de colo de útero, não é possível prevenir o aparecimento do câncer de mama. O que se faz é o diagnóstico precoce, ou seja, descobrir o problema na fase mais inicial possível. E é para isso que serve a mamografia: ela é capaz de descobrir lesões mínimas (as chamadas microcalcificações atípicas) que ainda não se transformaram num câncer palpável, mas que podem ter grande potencial para tal. Nestes casos, as chances de cura chegam até 100%! Este exame é indicado anualmente para todas as mulheres acima de 40 anos, mesmo que não tenham história familiar de câncer de mama.

Abril - Mês da Saúde

PLAMHUV - Saúde é o mais importante
(31) 3891-1800 - www.plamhuv.com.br

Publicado em Saúde e bem-estar
Quinta, 13 Abril 2017 12:37

LIBERTE-SE DA DEPRESSÃO!

Para sair da depressão, é importante o paciente procurar ajuda de um psiquiatra e/ou de um psicólogo, para que lhe seja indicado um tratamento eficaz para o seu problema.

Associado ao tratamento com remédios antidepressivos, existem alguns cuidados que devem ser tidos ao longo do dia que complementam o tratamento, que incluem: 

  • Fazer execício físico regularmente como caminhada, natação ou futebol;
  • Passear em locais ao ar livre e muito luminosos;
  • Expôr-se ao sol por 15 minutos, diariamente;
  • Ter uma alimentação saudável;
  • Evitar álcool e tabaco;
  • Dormir bem, de preferência entre 6 a 8 horas por dia;
  • Ouvir música, ir ao cinema ou teatro;
  • Fazer voluntariado numa instituição;
  • Melhorar a autoconfiança;
  • Não ficar só;
  • Evitar o estresse;
  • Evitar passar o tempo todo em redes sociais como o facebook
  • Evitar os pensamentos negativos.

Para além do acompanhamento médico, o apoio familiar também é fundamental para o tratamento desta doença. Além disso, o sexo também pode funcionar como um antidepressivo natural que pode ajudar a ultrapassar a depressão pois estimula a produção de hormônios que melhoram o humor.

Tratamento natural para depressão

Algumas formas de tratamento natural para a depressão é ingerir alimentos ricos em vitamina B12, ômega 3 e triptofano, pois impulsionam o bom humor e devolvem a energia perdida. Alguns alimentos com estes nutrientes são o salmão, tomate ou espinafre.

Os suplementos vitamínicos como Centrum ou Memoriol B6 é recomendado para melhorar o cansaço mental e físico apresentado pelos pacientes com depressão.

Tratamento alternativo para depressão

Um bom tratamento alternativo para depressão são as sessões de psicoterapia e a terapia de grupo, especialmente quando ela é causada por problemas emocionais como uma perda, por exemplo.

Outras formas de tratamento alternativo para depressão são a homeopatia, acupuntura, florais de Bach e aromaterapia. Estes tratamentos podem ser úteis por tratar o indivíduo como um todo e não somente a doença.

Depressão: da sua saúde, cuidamos juntos!

PLAMHUV - Saúde é o mais importante
(31) 3891-1800 - www.plamhuv.com.br

Publicado em Saúde e bem-estar
Quarta, 12 Abril 2017 13:38

COMO A OBESIDADE AFETA A AUTOESTIMA?

Considerada hoje uma doença crônica, a obesidade é um problema grave de saúde que compromete o bem estar humano, afetando diversas áreas de seu organismo. Mais do que afetar o físico, a obesidade também compromete o sistema emocional humano, abalando sua autoestima e levando pacientes de casos de obesidade à depressão profunda sobre sua própria dificuldade auto aceitação.

A pessoa obesa, vista pela sociedade como uma pessoa sem força de vontade ou desleixada, pode sofrer de grandes problemas de autoestima tanto por sofrer dificuldades pessoais quanto pela pressão vinda do mundo exterior.

Envolvendo o que aquele individuo gostaria de ser e o que pensa que é, a baixa autoestima é capaz de agravar ainda mais os problemas de pessoas na luta contra a obesidade, promovendo maiores duvidas sobre si mesma e maior vergonha de sua situação.

A dupla relação entre autoestima e obesidade

É mais simples do que pode parecer, mas estes dois problemas são interligados em relações mútuas: Enquanto a obesidade provoca baixa autoestima pela ofensa emocional que vive entre os sentimentos de um individuo obeso, a baixa autoestima estimula hábitos irregulares de alimentação e estilo de vida, que geram maior aumento de peso e contribuem com o agravamento de casos de obesidade.

Essa segunda relação é feita pelo seguinte círculo vicioso: A frustração e ansiedade promovida pela baixa autoestima promove a vontade de comer, que por sua vez estimula o prazer imediato, seguido por culpa e remorso pelas falhas cometidas, capazes de chegar novamente ao sentimento de angústia que promove toda a ação logo de começo.

Como melhorar sua autoestima enfrentando a obesidade

Na luta contra a doença, o indivíduo precisa ser ainda mais forte e corajoso para mudar sua percepção sobre si mesmo e investir numa postura positiva, capaz de auxiliar no combate da doença e promover uma mudança real. Para deter a baixa autoestima, comece com a auto aceitação, compreendendo a razão de seus erros e dando novos significados a eles por meio da compreensão.

A partir disto, comece a respeitar a si mesmo, evitando ceder às condutas inadequadas e investindo em sua autovalorização. Neste momento, o investimento começa a andar.

Você pode começar a promover melhorias em sua saúde e condição quando aceitar sua situação atual e lutar pela mudança, valorizando sua beleza natural, interior e confiando em si mesmo. A caminhada começa pela sua própria força, então estime seu progresso e motive-se nesta batalha! 

Obesidade: da sua saúde, cuidamos juntos.

PLAMHUV - Saúde é o mais importante
(31) 3891-1800 - www.plamhuv.com.br

 

Publicado em Saúde e bem-estar
Terça, 11 Abril 2017 12:48

COMUNICADO DE FUNCIONAMENTO!

Atenção beneficiários! 

Nesta quinta-feira, dia 13 de Abril, véspera de feriado, o atendimento da Fundação Plamhuv acontecerá normalmente, de 8 às 18h.

Na sexta-feira, o Plamhuv estará fechado, por motivo do feriado.

Desejamos uma Feliz Páscoa a todos :)

-

PLAMHUV - Saúde é o mais importante
(31) 3891-1800 - www.plamhuv.com.br

Publicado em Noticias
Segunda, 10 Abril 2017 14:43

FIQUE ATENTO AOS SINAIS DA DEPRESSÃO

1. Tristeza profunda

Todos nós ficamos tristes e desanimados de vez em quando. Muitas vezes, desejamos não ter de levantar da cama, não ter de trabalhar naquele dia. Mas períodos de tristeza intensos e frequentes, que acabam afetando o cotidiano, levam à depressão. Com a tristeza vem crises de choro, o isolamento e a sensação de solidão.

2. Distúrbios do sono

Na depressão, devido à ansiedade, é comum a pessoa ter insônia. E quando ela finalmente consegue dormir, o sono é agitado e não reparador, o que contribui para o cansaço diurno.

Outro distúrbio é a hipersonia. Ela dorme muitas horas seguidas durante a noite e fica sonolenta no período em que está acordada.

3. Pensamentos negativos

"A vida é uma droga!", "As pessoas não gostam de mim.", "Jamais vou conseguir!", "Sou um fracasso!", "Nem adianta tentar.", "Sou feio/gordo/magro demais/sem graça!", "Seria melhor se eu estivesse morto.", "Não dá para confiar em ninguém!", "Vou me matar!", são exemplos de pensamentos de uma pessoa em depressão. Ela perde a crença em si mesma, nos outros e na vida.

4. Desinteresse e apatia

Ela perde o interesse pelas pessoas, por sexo, por trabalhar, por se divertir, pela vida de uma maneira geral

5. Baixa autoestima

A baixa autoestima gera ansiedade, medo e depressão. Uma pessoa com a autoestima abalada inferioriza-se, não se considera à altura daqueles que estão à sua volta, seja física ou intelectualmente.

6. Desleixo com a aparência

A pessoa perde o prazer de se arrumar, de tomar banho, de ficar bonita.

7. Dores físicas

Além da tristeza profunda, a depressão manifesta-se fisicamente através de vários tipos de dores. Alguns especialistas dizem que muitas vezes a pessoa se torna mais sensível à dor. Os sintomas mais comuns são:

- Dores abdominais e desconforto de origem gastrointestinal, inclusive distúrbios, como gastrite, síndrome do intestino irritável, entre outros.

- Dor de cabeça.

- Dores no corpo causadas por tensão muscular, principalmente na região da nuca, ombros e costas.

- Dor e sensação de aperto no peito.

- Sensação de ter algo preso na garganta.

Se você apresenta alguns ou vários sintomas listados acima, procure um profissional (psicólogo ou psiquiatra) com urgência para obter um diagnóstico preciso. A depressão é uma doença séria, ainda que muitas vezes silenciosa. Se não tratada, os prejuízos para a sua saúde, para sua vida familiar, social e profissional serão ainda maiores. Ela pode, inclusive, levar à morte.

 

PLAMHUV - Saúde é o mais importante
(31) 3891-1800 - www.plamhuv.com.br

Publicado em Saúde e bem-estar
Página 1 de 2

Mais lidas

Filtro por data

« Abril 2017 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30