Notícias
Itens filtrados por data: Março 2017
Sexta, 31 Março 2017 13:11

CLÍNICA CREDENCIADA

Atenção beneficiários! O Centro de Lazer e Qualidade de Vida LTDA agora é credenciada ao Plamhuv.

A clínica oferece tratamentos na área de Psiquiatria e Fisioterapia e conta com ótimos profissionais.

Confira:

Amanda Neves Ferreira – Psiquiatra

Camila Cardoso Fidelis – Fisioterapeuta

Endereço: Rua Professor Alberto Pacheco, nº 33/4º andar/Bloco B - Ramos

Tel: 3892-4400

Publicado em Noticias
Quarta, 22 Março 2017 12:38

NOVAS PROFISSIONAIS CREDENCIADAS!

Atenção beneficiários para as novas profissionais credenciadas ao Plamhuv.

Mônica Colossal - Psicóloga
Silvia Maria Gomes - Nutricionista.

Endereço: Rua Professor Alberto Pacheco, 33/sala 404 - Ramos - Viçosa.
Telefone: 3891-8115

Publicado em Noticias

Quem é que nunca ficou bocejando por horas e horas no trabalho, no colégio ou faculdade? Pois é! Sentir muito sono durante o dia pode ser consequência de algum distúrbio do sono. Geralmente as pessoas tendem a atribuir o sono excessivo ao cansaço do trabalho, das tarefas de casa etc. Porém, sentir muito sono pode significar algo mais, afinal, o sono em excesso nunca é algo normal. Confira abaixo algumas informações muito importante sobre esse assunto.

 Sono em excesso: o que pode ser?

Sentir muito sono em um dia isolado da semana pode até ser sinal de excesso de trabalho e estresse. Mas o sono em excesso pode ser algo mais, como: anemia, doenças crônicas e até distúrbios hormonais, como o hipotireoidismo. Além disso, de acordo com os médicos, a obesidade também ocasiona muito sono, assim como a má alimentação e o uso indiscriminado de medicamentos.

Conforme explicamos, sentir muito sono não é algo normal. O excesso de sono ocasiona graves alterações de humor, irritabilidade, desânimo e até falta de vontade de realizar coisas que antes davam prazer. O indivíduo que sente muito sono está propenso a sofrer de depressão e alterações psicossomáticas, como ansiedade. Sem contar com o prejuízo no trabalho e nos estudos.

Para o diagnóstico do excesso de sono é precisar realizar uma análise clínica. Em seguida, o médico indicará o tratamento para o sono excessivo durante o dia. Na maioria das vezes, indica-se o exame de polissonografia de noite inteira, realizado em laboratório do sono. Nesta análise, o médico acompanha as variáveis respiratórias, incluindo ronco, queda de oxigenação, paradas respiratória e neurológica, o eletroencefalograma, o movimento de pernas, o ranger de dentes etc.

Além disso, sentir muito sono pode aumentar os riscos de desenvolver doenças cardiovasculares. O ideal e recomendado por especialista é dormir 8 horas ininterruptas por noite, em colchões de qualidade e num ambiente tranquilo e aconchegante. Atividades físicas também contribuem e podem espantar o sono excessivo durante o dia.

PLAMHUV - Saúde é o mais importante
(31) 3891-1800 - www.plamhuv.com.br

Publicado em Saúde e bem-estar

Você sabia que criança também pode ter enxaqueca e dor de cabeça e que isso não pode ser tratado apenas como manha? 

 Causas da enxaqueca infantil:

1- Efeitos de alguns medicamentos.

2- Falta de sono.

3- Alimentação desequilibrada (muito açúcar, café, chocolate, massas, gorduras, etc.).

4- Lesões físicas.

5- Alterações hormonais.

6- Desidratação.

7- Estresse, cansaço e fadiga.

8- Uso exagerado de aparelhos como a televisão, o computador e aparelhos sonoros. 

9- Ansiedade.

10- Ambientes que se permitem o uso de cigarros.

11- A ingestão ou cheiro de substâncias fortes e irritantes.

12- Ruídos fortes.

13- Problemas de vista

Por isso, quando uma criança reclama de dor de cabeça, devemos escutá-la e dar-lhe atenção. Pode ser que sua dor esteja relacionada com problemas físicos ou emocionais, ou com algum sintoma grave. Em todo caso, merece atenção. Se a criança se queixa que a cabeça dói e não tem relação com alguma enfermidade ou mal-estar físico, e se a dor que sente é forte e não atenua, deve levá-la ao pediatra. Uma criança que sente dor de cabeça com muita frequência também deve ser levada ao médico, para descartar qualquer outro tipo de doença.

Prevenção da dor de cabeça nas crianças:

Nos últimos anos, a enxaqueca está se convertendo em uma das doenças mais frequentes entre as crianças. Em muitos casos, chega a afetar os estudos e suas habilidades físicas e motoras. Por essa razão é necessária a prevenção. Sempre que possível, é importante que a criança tenha um vida equilibrada. Isso se traduz com que ela tenha tempo para comer, dormir, estudar, descansar, e brincar. É recomendável também que limite o tempo em que a criança fique em frente à televisão, dos videogames, ou do computador.

Se a criança tem que tomar algum remédio, pergunte ao médico sobre os efeitos colaterais do mesmo. E esteja atenta ao que a criança come. Faça com que a criança tenha uma alimentação equilibrada, e que contenha os nutrientes e as vitaminas que ela necessita. No mais, não medique seu filho por causa de uma dor de cabeça. Os medicamentos só devem ser prescritos por um médico.

Para aliviar a dor de cabeça do seu filho, o melhor é deitá-lo em um quarto fresco e escuro e silencioso, colocar um pano úmido e fresco na testa ou sobre os olhos, e pedir-lhe que relaxe e que respire fundo. Se ele gostar, coloque uma música tranquila. Você verá que a dor vai passar.

PLAMHUV - Saúde é o mais importante
(31) 3891-1800 - www.plamhuv.com.br

 
Publicado em Saúde e bem-estar
Sexta, 10 Março 2017 12:09

PROTETOR SOLAR NO INVERNO SIM!

Não é porque o verão acabou que você vai deixar de proteger a sua pele. Além do sol que continua sim dando as caras no inverno, a luz do escritório também pode manchar o seu rosto (e não é exagero!). No inverno, o ângulo do sol muda, mas os raios ultravioleta continuam implacáveis e podem causar os mesmos danos do verão.

A atenção tem de ser redobrada se você estiver usando ácidos ou fazendo peeling ou laser. Esses procedimentos deixam o rosto mais sensível, o que requer maior cuidado com a proteção solar e a hidratação.

Ou seja, não dá para dispensar o filtro solar nem durante a estação mais fria do ano. Rosto, mãos, colo e braços – partes mais expostas – precisam de proteção diária. A reaplicação a cada quatro horas também é indispensável, já que o suor, a poluição e a luz artificial reduzem o tempo de ação dos produtos.

O fator de proteção solar varia de acordo com a tonalidade da pele: para as peles mais claras, é aconselhado o uso de um filtro solar com um FPS ​maior, enquanto para as peles mais escuras, o FPS pode ser menor.

No entanto, para garantir a proteção da pele contra os raios ultravioletas, também é importante aplicar o filtro solar corretamente, fazendo uma camada uniforme, que deve ser reaplicada a cada 2 horas de exposição solar ou após o contato com a água do mar ou da piscina, por exemplo. Além disso, para uma maior proteção da pele pode também optar pelo protetor solar bebível, que protege a pele dos danos causados pelo sol.

Apesar de proteger a pele contra os efeitos nocivos do sol, o protetor solar diminui a capacidade de produção de vitamina D. Assim, para uma adequada produção de vitamina D, aconselhado-se tomar sol durante pelo menos 15 minutos antes das 10 horas da manhã e depois das 16 horas sem usar protetor solar.

Além do protetor solar, deve-se usar também o protetor labial e um protetor solar próprio para o rosto. Deve-se também cobrir os pés e as orelhas com o protetor solar.

PLAMHUV - Saúde é o mais importante
(31) 3891-1800 - www.plamhuv.com.br

Publicado em Saúde e bem-estar
Quarta, 08 Março 2017 13:59

DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Hoje, neste dia especial, a Fundação Plamhuv deseja a todas vocês um Feliz dia da Mulher!

Porque vocês não precisam de salto alto para serem grandes. Porque são determinadas e competentes. Porque são profissionais exemplares e pessoas inspiradoras. Vocês merecem todos os elogios, todo respeito, mas acima de tudo, igualdade!

PLAMHUV - Saúde é o mais importante
(31) 3891-1800 - www.plamhuv.com.br

Publicado em Noticias
Terça, 07 Março 2017 11:19

IMPOSTO DE RENDA 2016

PLAMHUV - Saúde é o mais importante
(31) 3891-1800 - www.plamhuv.com.br

Publicado em Noticias
Segunda, 06 Março 2017 13:18

MOTIVOS PARA EVITAR REFRESCOS EM PÓ

Se você faz parte do grupo de pessoas que consomem refrescos em pó diariamente, por favor, leia os itens abaixo com muita atenção.

5 motivos para você EVITAR o consumo de refrescos em pó:

1. Contém aditivos químicos, conservantes que causam manchas na pele e alergias

2. Contem acidulantes (derivados de ácidos) e corantes para acentuar o falso sabor natural. Os acidulantes inibem a ação das vitaminas e minerais da alimentação. Além disso, podem provocar azia e má digestão.

3. São extremamente açucarados e calóricos.

4. Alguns contém cafeína, um tipo de estimulante. A cafeína em excesso e ainda misturada com produtos químicos agride a parede do estômago e provoca úlceras.

 5. Refresco em pó, assim como os refrigerantes, não têm nenhum valor nutricional. São apenas uma mistura de água e produtos químicos com essência para dar um “falso” sabor de fruta. Alguns desses produtos até estimulam o surgimento do câncer.
 
Por isso, é aconselhável consumir sucos naturais e evitar refrescos, sucos em caixas ou mesmo as polpas de frutas produzidas industrialmente.
 
PLAMHUV - Saúde é o mais importante
(31) 3891-1800 - www.plamhuv.com.br
Publicado em Saúde e bem-estar
Quinta, 02 Março 2017 12:39

7 FATOS SOBRE AS ESTRIAS

Fruto de rompimento do colágeno da pele, as estrias não são exclusividade das mulheres e podem aparecer até no rosto; a maioria delas tende a atenuar-se, algumas desaparecem.

 As estrias são linhas visíveis na pele, normalmente longas e finas, que ocorrem quando ela se estira rapidamente, o que faz as fibras elásticas da pele se romperem.

Inicialmente são vermelhas ou roxas, mas, com o tempo, tendem a atenuar-se e ganhar um tom esbranquiçado.

Confira agora 7 fatos sobre as estrias que talvez você ainda não conheça:

1. Os homens também têm

 Embora as estrias afetem principalmente as mulheres, os homens também podem desenvolvê-las.

Às vezes, especialmente no caso de adolescentes, as estrias aparecem nas costas, cobrindo a coluna com linhas horizontais.

Entre aqueles que praticam musculação muitas vezes elas aparecem nos ombros.

 

 2. Eles podem ir a qualquer lugar, até mesmo no rosto

 As estrias podem aparecer em qualquer parte do corpo onde a pele for esticada, mas são mais frequentes em áreas que tendem a armazenar gordura, como o abdômen, tórax, braços, nádegas e coxas.

 

 3. Não aparecem só na gravidez

 As estrias surgem quando a pele estica muito em um curto período de tempo. Dessa forma, podem sair durante surtos de crescimento em adolescentes, bem como durante um rápido ganho de peso, e, é claro, também na gravidez.

 

  4. Mas nem todas as grávidas têm

 A probabilidade de que uma mulher grávida desenvolva essas marcas depende, em certa medida, de fatores genéticos, mas também de quanto sua barriga cresce. Mães que têm uma gravidez múltipla são mais propensas a ter estrias.

 

 5. Não há evidência de que é possível evitá-las

 Embora existam muitos produtos no mercado que afirmam que podem prevenir as estrias, há pouca evidência científica sobre sua eficácia.

Hidratantes não podem impedir a quebra do colágeno e, assim, não podem prevenir o surgimento das estrias. Mas eles podem fazer a pele parecer mais suave e macia.

 

6. Alguns desaparecem e outros podem ser tratados

Ao longo do tempo, a maioria das estrias tende a atenuar-se e algumas desaparecem completamente. Mas esse processo normalmente leva mais de um ano.

É improvável que cremes, loções e géis que estão no mercado consigam que as estrias sejam mais atenuadas do que seriam naturalmente com o tempo.

Se as estrias são vistas como um problema, existem alguns tratamentos dermatológicos disponíveis, mas normalmente eles não são cobertos por serviços de saúde pública, já que são considerados uma questão estética. Também não há muita evidência de que os tratamentos funcionem.

 

  7. Elas podem ter um grande impacto emocional

 Especialistas recomendam não banalizar condições dermatológicas como as estrias já que, para algumas pessoas, elas podem ter um impacto psicológico e emocional duradouro.

Há aqueles que se sentem socialmente isolados, desenvolvem baixa autoestima e outros problemas ligados à imagem corporal por causa dessas marcas.

Outros podem ficar particularmente vulneráveis em situações sociais onde as estrias estão visíveis, como na piscina, na praia ou no início de um relacionamento íntimo.

 

PLAMHUV - Saúde é o mais importante
(31) 3891-1800 - www.plamhuv.com.br

Publicado em Saúde e bem-estar

Mais lidas

Filtro por data

« Março 2017 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31